Orgias

Minha Mãe é Uma Puta

Oi, meu nome é Cindy, tenho 13 anos, sou loira e muito gostosa. Quero contar-lhes o que aconteceu quando num Sábado desses havia marcado com uma amiga de nos encontrarmos em um shopping aqui da minha cidade e depois eu iria dormir em sua casa. Quando eu a estava esperando meu celular tocou e era ela avisando que não poderia comparecer ao nosso encontro pois teria que viajar urgentemente para outro Estado por causa de um acidente com um parente (acho que seu avô). Fiquei triste, mas resolvi continuar dando umas voltas pelo shopping e quando era umas 10:30h pedi ao motorista que retornasse para casa. Ao adentrar notei que todas as luzes estavam apagadas e somente as do lado da piscina estavam acesas. Pensei que deveria ser meu irmão nadando pois ele adora nadar durante a noite. Quando fui chegando perto da piscina comecei a ouvir uns sons parecidos com gemidos e aproximando-me mais foi que me assustei com a cena que presenciei... Minha mãe estava sendo duplamente fodida por meu irmão e por meu pai sendo que, meu irmão a fodia no cú e papai a sua buceta e ela só gemia adorando ser fodida pelos dois. Fiquei admirada como minha mãe é bonita e gostosa além de uma verdadeira puta ao ponto de trepar com o próprio filho na presença do marido. Admirada fiquei também quando eles vendo que iriam gozar retiraram dela seus caralhos enormes (deviam medir uns 27 cm o do meu irmão e uns 25 cm do de meu pai fiquei paralisada pois nunca imaginara que eles pudessem ter uns caralhos daquele tamanho) e ela ficando agachada pedia quase implorando para que gozassem em sua boca pois ela adora tomar a porra deles e de outros, nessa posição podia-se notar como seu cú estava largo e sua buceta também pois escorria de seus orifícios uma coisa branca que deveria ser porra Meu pai e meu irmão começaram a se masturbar em sua frente despejando uma enorme quantidade de porra que a puta engolia tudinho e deixava escorrer por seu queixo e seios e ficava fazendo caretas com a porra em sua boca e engolia. Como seus membros não amoleciam mamãe continuou chupando-os e vendo que eles estavam bem duros pediu para que meu irmão a enrabasse de novo pois ela adora seu pau em seu cú ela falava "Vai filho fode o rabo da puta da tua mãe deixa ele bem largo enquanto chupo o caralho do corno do seu pai, Vai filho me arromba, me fode que eu adoro esse seu caralho em meu cú me deixa bem larga que depois quero sentir esses dois caralhos de uma vez em meu cú". Fiquei assustada com aquilo será que ela agüentaria aqueles enormes cacetes em seu cú?. Já estava louca de tesão e me masturbava muito mas em silencio para que não me vissem ali. Mamãe de quatro sendo fodida por meu irmão que enfiava seu caralho sem dó em seu cú enquanto ela chupava até babar no caralho de papai era uma loucura... Após alguns minutos sendo chupado papai foi se aproximando e começou a se encaixar por baixo de mamãe ficando em posição de 69 e enquanto chupava a buceta dela dava lambidas no saco de meu irmão até que em determinado momento meu irmão tirou o pau do cú de mamãe sob seus protestos e enfiou na boca de papai e o mesmo deu ima chupada e depois enfiou no cú dela novamente. Papai saiu da posição em que estava e adentrando por baixo se encaixou em sua buceta e novamente ela estava sendo ensanduichada por seus dois machos a puta estava até delirando de tanto prazer gemia e gritava... Ela gritava feito louca atolada naqueles caralhos maravilhosos "Vai seus filhos da puta me arrombem me deixem toda larga, dilacerada, quero ser estuprada por esses caralhos do cacete..." "Vai seus viados, me fodam" "Vai filhinho fode meu cú mostra pro corno do teu pai como se faz..." "Vai meu maridinho corno isso me fode me deixa toda arrombada olha como teu filho está acabando comigo..." "Vai meus machos gostosos". Sentindo que iriam gozar logo mamãe pediu para que papai levantasse e quando meu irmão tirou seu pau do cú dela ouviu-se até um som típico de pressão. Mamãe pediu para que papai sentasse em uma poltrona ali colocada e foi sentando em seu caralho com seu cú extremamente arrombado nele e após algumas cavalgadas pediu para que meu irmão se aproximasse deu algumas chupadas em seu caralho e mandou que meu pai também o chupasse coisa que ele fez com prazer enquanto mamãe dizia "Isso meu maridinho...chupa o caralho do teu filhinho seu corno viado...chupa esse caralho que arrombou o cuzinho de tua mulherzinha" "Chupa esse pau e fode o cuzinho que foi alargado por esse monstro..." Alguns minutos depois ela retirou o caralho de sua boca deu algumas lambidas e disse "Meus queridos chegou a hora do presentinho...Vem filhinho, vem meu putinho enfia esse caralho no meu cú juntamente com o do teu pai e me rasgue de uma vez" Senhores leitores nesse momento até arregalei os olhos para ver melhor aquela cena, vi meu irmão enfiando seu caralho no cú de minha mãe que já estava preenchido pelo do meu pai. Ela agüentava gemendo muito e percebi até lágrimas escorrendo de seus olhos mas ela estava sendo realizada; estava sendo fodida no cú por dois caralhos enormes e para completar a putaria por seu marido e filho. Ela gemia, delirava, gritava, com aqueles caralhos em seu cú. Após algum tempo sendo assim fodida ela retirou aqueles caralhos dela e agachou-se ficando com a boca aberta pediu para que lhe dessem porra que ela queria um banho de porra pois estava se sentindo a maior puta do mundo. Papai foi o primeiro a começar a gozar em sua boca e rosto e ela ali agachada com seu cú todo alargado e seus machos gozando em sua boca. Mamãe ficou toda melecada de porra e sorrindo ainda limpou seus caralhos chupando os dois ao mesmo tempo elogiando seus membros e dizendo que haviam sidos verdadeiros comedores de cú que ela estava toda arrombada mas satisfeita. Depois resolveram ir tomar um banho juntos e ainda ouvi papai enfiar dois dedos em seu cú e dizer que sua putinha havia se saído muito bem e que seu cú estava completamente arrombado e largo. Ela sorrindo lhes disse que seu cú agüentaria até mesmo o braço de um deles mas que isso eles tentariam outro dia pois ela estava toda arregaçada e cansada. Sai dali devagar para que não notassem minha presença e uma meio hora depois retornei e encontrei mamãe saindo só de toalha do quarto de meu irmão ao me ver assustou-se e perguntou o que ocorreu que retornei para casa e a que hora cheguei, contei-lhe o sucedido com minha amiga e lhe disse que acabara de chegar então ela me deu um beijinho nos lábios como sempre faz e senti em sua boca o gosto de porra (devia Ter feito uma última chupeta de boa noite no meu irmão) então ela me olhou bem fundo nos olhos deve ter se lembrado que não havia limpado a boca e me deu Boa Noite. Depois escrevo contando outros flagras pois desse dia em diante passei a reparar mais em meus pais.

 

Conto Erótico enviado por: Cindy